O Sindicato

História

Sindicato comemora 80 anos

O Sindicato dos Químicos de São Paulo está comemorando 80 anos.  Foi criado em 22 de janeiro de 1933 no bairro do Brás, para representar os trabalhadores da inglesa Companhia São Paulo de Gás. 

As perseguições aos trabalhadores na época eram muito intensas e, em dois anos, o Sindicato estava com as portas fechadas.  Em 1938 surge o Sindicato dos Operários e Empregados na Fabricação de Produtos Químicos Industriais.  E, em 1940, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas de São Paulo obtém reconhecimento oficial, de acordo com a estrutura sindical imposta pelo governo Getúlio Vargas.

Em 1964 o golpe militar derruba o presidente João Goulart e ataca o movimento sindical combativo. Os sindicatos retomam suas antigas atividades burocráticas e a militância se prepara para os tempos de resistência.  Tempos duros que só começam a mudar a partir de 1982 com a retomada do Sindicato e a eleição de uma diretoria combativa.

Três anos depois, em 1985, apesar da repressão patronal, a oposição dos plásticos também dá a reviravolta para retomar o Sindicato.  Eram tempos de mudanças. Campanhas, greves e mobilizações substituíram o imobilismo e o assistencialismo praticados até então pelos sindicatos.  A categoria combate o arrocho salarial, o desemprego, a inflação descontrolada e enfrenta a crise econômica imposto pelo governo.

Esses 80 anos são recheados de muitas histórias de lutas e conquistas. Confira a história completa na edição especial da revista Alquimia – 30 Anos da Retomada.

 

E no livro 80 anos de lutas e conquistas