Notícias

Postado em: 07/11/2017 - 16h47 | Redação

Químicos garantem direitos e INPC integral

Os trabalhadores do setor químico assinaram em 7 de novembro o acordo coletivo de 2017 com a bancada patronal.  O acordo garante a atual Convenção Coletiva integralmente por um ano e com isso protege a categoria da nova legislação trabalhista que entra em vigor em 11 de novembro. 

Além dos direitos garantidos, os trabalhadores do setor químico conquistaram a reposição integral da inflação dos últimos doze meses.

A inflação divulgada pelo INPC/IBGE, em 10 de novembro, fechou em 1,83% 

 

Fique por dentro:

Reajuste Salarial

INPC integral (1,83%) até o teto

 

Piso salarial  

Para empresas  com até 49 trabalhadores o salário passou de R$ 1.469,53 para R$ 1.496,42  

Para empresas com mais de 50 trabalhadores o salário  passou de  R$ 1506,40  para  R$ 1.535,00 (reajuste fixo de 1,9%)

 

PLR

Para empresas até 49 trabalhadores a PLR mínima passou de R$ 930,00 para R$ 947,02

Para empresas com mais de 50 trabalhadores a PLR passou de  R$ 1.030,00 para R$ 1.048,85

 

Teto para Reajuste

O Teto Salarial passou de R$ 7.929,13 para R$ 8.200,00, ficando 3,42% maior.

Portanto, até R$ 8.200,00 o reajuste é de 1,83%. Acima desse valor o reajuste é fixo de R$ 150,06

 

Manutenção da atual Convenção Coletiva por 12 meses

 

Instauração de comissão para discutir impactos da nova legislação trabalhista